quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Araraquara 200 anos

O mestre das palavras Ignácio de Loyola Brandão fez uma belíssima crônica homenageando nossa querida Araraquara, que completou 2 séculos de existência ontem dia 22 de Agosto! A EPTV fez uma composição com as lembranças do escritor, e claro que nosso padrinho não deixou de nos mencionar, confira no link:

http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/cronica-de-ignacio-de-loyola-brandao-homenageia-personagens-de-araraquara.ghtml
Crônica de Ignácio de Loyola Brandão homenageia personagens de Araraquara
Conhecida como Morada do Sol, cidade completa 200 anos nesta terça-feira (22)

Como forma de homanagem à cidade onde nasceu, o escritor araraquarense Ignácio de Loyola Brandão escreveu uma crônica nos 200 anos da Morada do Sol. Confira:

"Em lugar do Sol e do deserto de 3 bilhões de anos atrás, surgiu a cidade que é hoje invadida pelo cheiro das laranjas, assim como já foi pelo perfume do café das torrefações.

Foi célebre pela sua faculdade de farmácia e odontologia, mas agora é polo universitário. Os oitis marcam a paisagem onde nasceu Macunaíma, o mais divertido e lendário personagem da literatura brasileira.
Se aqui nasceu Ruth Cardoso, também é terra de Sydney Sanches, que chegou a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF).

Berço de Rosa Branca, campeão olímpico de basquete, do teatro de Zé Celso, das gravuras de Lívio Abramo, da pintura de Judith Lauand, das performances de Liniker, e do fazedor de chuvas Frederico de Marco.

Do futebol de Bazzani e da Ferroviária, dos gols do Careca da Seleção Brasileira, de Maria Dilna e Riva Nimitz. Mais do que tudo, terra do Sol, dos dias quentes, das sombras da Rua 5 e das coxinhas de Bueno.

Ignácio de Loyola para Araraquara nos 200 anos.

Foto: Folha de São Paulo